Blog Archive

Datos personales

Minha foto
Ester Corrone
Minas Gerais, Brazil
Escritora, blogueira de comportamento, moda e life style, apostando nas palavras e no que elas descrevem. Consultora de Imagem pela Closet Inteligente Consultoria (2013), Fotógrafa pela Escola de São Paulo e UFMG (2014), web designer por aspiração. Atualmente, cursando Marketing pela Universidade Anhembi Morumbi. Desenvolvedora de projetos e estratégias virtuais para a Closet Inteligente juntamente com Patrícia Marques, instrutura de cursos, atua nas mídias sociais e na produção de eventos da empresa. Empreendedora do ateliê Livre-se, um ateliê de artesanato com produtos inspirados em livros.
Visualizar meu perfil completo
16 de setembro de 2011

Sobre a galáxia


Um dia conversando com um amigo, sobre o planeta terra, a galáxia e essas coisas, ele me mostrou esse esquema:




A Terra é considerada maior que os 4 planetas vizinhos.


Porém, menor também que outros 4 vizinhos.



Mas quando vista em escala, num gráfico que inclua também o nosso Sol, o planeta Terra mal pode ser visto. Se você somar toda a massa de todos os planetas do sistema solar, incluindo o Sol; o Sol ficará com 99.9% da massa total!


Mas, por maior que seja o nosso Sol, ele ainda não é o maior corpo celeste que podemos encontrar no universo. Dê uma olhada no nosso Sol comparado com alguns outros sóis que podemos encontrar próximo ao nosso sistema.



E estes também ainda não são os MAIORAIS. Até mesmo a maior estrela exibida acima, Arcturus, é reduzida a um pequeno ponto, quando comparada com outras grandes estrelas que estão circulando em outros sistemas e galáxias vizinhas.



(Nessa foto acima, o sol foi reduzido  ao tamanho de 1px. O que é quase  o tamanho de uma poeirinha qualquer. A terra então...)

Diante disso tudo, você se sente pequeno?

A sensação que eu tive ao ver e ler tudo isso: “Nossa, eu realmente sou uma miserável qualquer, que carece da graça de Deus.”

Mesmo depois de ter criado tudo isso, Deus criou você e eu, e nos pede uma caminhada lado a lado, suportando a nossa ignorância, suportando os nossos erros, a nossa ingratidão, e suportando todo amor que não damos.

Diante de todas essas maravilhas estelares, Deus olha pra nós, e nos chama de filhinhos, nos fazendo sentir amados, e valendo alguma coisa. Porque só assim mesmo, pra termos algum valor. Sendo amado por Deus...

A graça de Deus é muito maior que esses sóis. O amor e o perdão que vem dele, não existe escala reduzida que consiga conter.

Diante de toda essa bondade, o que podemos fazer? Nada. Apenas adorá-lo. Amá-lo. E dedicar todos os nossos dias à Ele.

Nós não merecemos a graça de Deus, mas mas mesmo assim, ele nos deu.










Fonte: http://maeterra.info/2008/06/a-terra-e-um-ponto-microscopico-no-universo-e-o-homem/

Na madrugada...




Amo você, ok?!


5 de setembro de 2011

Amor, amar, amado, amando...


Amor, amar, amado, amando...
Esse sentimento chamado amor, é uma coisa incrível.
O amor nos move, o amor nos une, o amor perdoa, o amor afasta o medo, o amor faz tantas coisas, que nós nem podemos explicar. O amor alcança, o amor emociona, o amor ajuda, o amor suporta tudo com esperança, fé e paciência.
É tão incrível pensar que algo tão antigo, pode fazer tanto todos os dias.
O amor sempre foi o que é. Nunca foi alterado.
O amor é como o imutável caráter de Deus.
A milhares e milhares de anos, o amor é o mesmo, e foi por esse incrível sentimento, que Jesus se entregou naquela cruz por mim e por você. O amor que motivou Jesus a salvar toda a humanidade, é o mesmo que está entre nós; um amor que tudo suporta.
Talvez conosco não seja tão intenso, porque Jesus se fez homem, mas continuou sendo Deus. Se fez carne, para provar que não é impossível amar. Talvez seja fácil ler toda a história e pensar que nós não podemos amar como Jesus.
O amor que motivou Jesus é o mesmo que sentimos, mas a diferença é que nós temos um defeito chamado CONDIÇÃO. Jesus nos amou e espera de nós que sejamos gratos pelo amor dele, mas ele não esperou que fossemos gratos para nos amar, Ele nos amou primeiro.
O nosso problema é que esperamos receber algo, para depois amar.
A diferença não está no amor, a diferença está em que está amando.
O mesmo amor que eu sinto, você sente, e todo o mundo sente. Mas é diferente, quando eu espero algo, ou não.
O amor que devemos viver é incondicional, que não espera nada em troca, apenas amor.
O amor deve ser a característica principal do nosso caráter.